Depois de elaborar as perguntas do seu questionário, é a hora de incluir lógica. Nesse artigo, explicamos o que é lógica de questionário e quando você deve utilizar esse recurso.

Como funciona o pulo

Exemplo 1: o respondente que marcar a alternativa “a” na questão 1, pula para a questão 3. Demais respondentes seguem para a questão 2 e depois para a questão 3.

Exemplo 2: o respondente que marcar a alternativa “a” na questão 1, pula para a questão 3. Demais respondentes vão para a questão 2 e depois para a questão 4.

Como fazer

1. Na página de Edição de Questionário, selecione a pergunta onde você deseja aplicar lógica.

2. Utilizando o menu lateral da sua tela, clique em Lógica:

3. Escolha a opção Pulo.

Agora, utilizaremos o exemplo abaixo para mostrar como aplicar a lógica.

Exemplo da lógica de questionário “Pulo”

Temos abaixo um questionário sobre o consumo de produtos da marca X. É inconsistente quem responde não consumir produtos da marca X na Questão 1 responder as Questões 2, 3 e 4. Portanto, fazemos com que essas pessoas pulem para a Questão 5, a partir de onde poderão prosseguir normalmente no fluxo do questionário. Note que as pessoas que selecionaram produtos na Questão 1 também responderão a Questão 5, pois ela é válida para todos.

Atenção!

1. Em "Após essa questão, ir para" recomendamos NÃO inserir nenhuma regra, portanto, insira as regras nas alternativas como no exemplo acima.

Exemplos de quando inserir regra em "Após essa questão, ir para":

  • Quando é preciso inserir uma lógica de pulo em uma pergunta aberta, ou seja, que não possui alternativas de resposta.
  • Quando é preciso direcionar o respondente para o fim do questionário, independente da alternativa que ele selecionar.

2. No exemplo acima, inserimos a regra de pulo somente na alternativa D, pois era a única que precisava de um direcionamento diferente no questionário.

Depois de colocar as lógicas de pulo, clique em Fluxo no menu superior para ter uma visualização geral. No exemplo acima, ficou da seguinte maneira:

Recomendamos priorizar as lógicas de exibição ao invés das lógicas de pulo, por serem mais simples e intuitivas tanto para elaborar o questionário quanto para revisar. Nesse artigo, explicamos como usá-las.

As lógicas só devem ser utilizadas em questões que não for para o respondente seguir o fluxo natural do questionário! Senão, deixe as lógicas em branco.

Caso você utilize o Painel de Respondentes MeSeems para coletar as respostas da sua pesquisa e, precise de um perfil avançado de respondentes como por exemplo: consumidores de cerveja. Nesse caso, não será necessário inserir no questionário a questão "Você consome cerveja?" e colocar lógicas para as respostas Sim e Não, pois o painel selecionará apenas respondentes que consomem cerveja, descartando perfis que não fazem parte da amostra que você deseja. Nesse artigo, disponível no blog da MindMiners, explicamos como funciona a seleção dos perfis avançados no Painel MeSeems.

Encontrou sua resposta?