Em perguntas de ranqueamento que possuem lógica de espelhamento ou que o tamanho do ranking (número de posições do ranking) seja menor que o número de alternativas, recomenda-se utilizar o quartil para analisar os resultados.

Isso porque, ao aplicar uma lógica de espelhamento em uma pergunta de ranking, cada respondente de uma pesquisa visualizará um ranking distinto gerado de acordo com a sua resposta específica na pergunta anterior. Essa diferença entre os pontos máximos e mínimos do ranking que cada respondente visualizará inviabiliza a utilização da média ponderada, pois não é possível fazer a comparação de escalas de diferentes tamanhos.

A análise de quartil indicará os grupos de atributos que são os mais importantes em um determinado conjunto. Veja o exemplo abaixo:

Neste caso, a cor azul indica os atributos mais importantes do ranking, ou seja, os atributos que tiveram mais associações e são agrupados no quartil 4, onde temos as associações entre 75% e 100%. Os atributos em verde são os que tiveram associações entre 50% e 75% e assim por diante.

Caso a pergunta de ranqueamento não se enquadre nos cenários descritos no início do artigo, é possível utilizar tanto o quartil quanto a média ponderada para analisar os resultados do ranking.

Encontrou sua resposta?